terça-feira, 22 de julho de 2008

Cachecol, da cor das violetas


"Ai, almas dos poetas. Não as entende ninguém. São almas de violeta, que são poetas também. Andam perdidas na vida, como estrelas no ar. Sentem o vento gemer. Ouvem as rosas chorar! Só quem embala no peito dores amargas, secretas, é que em noites de luar pode entender os poetas. E eu que arrasto amarguras, que nunca arrastou ninguém, tenho alma para sentir a dos poetas também! Poetas, poesia de Florbela Espanca.
Cachecóis tecidos em crochê com fios e linha acrílica.

5 comentários:

Sandra... disse...

Qué precioso lidia!!! Y este color está de última moda acá en Argentina!
Te mando un beso grande!♥

nile santos disse...

Olá querida.Adorei os comentários o cachecol está lindo a cor é maravilhosa.bjtos.Nile.

Encarni disse...

Hola Lidia que bonita bufanda. Gracias por el dia del amigo. saludos

Elsa de Carvalho disse...

Oi!

Desculpa não ter vindo aqui antes deixar-te um beijinho.... mas estou "meio sem tempo"!!
Adorei as tuas novidades, cada coisa mais linda que a outra...
PARABÉNS!

Bjinhos

Mônica Monte disse...

Oiiii!
Sem palavras. Está maravilhoso!!

Bjs...Mônica