sexta-feira, 13 de março de 2009

O arco íris e a matrioska, colar de crochê

Soneto dos teus arco íris, por Adriano Hungaro.

Que nunca sejam gris teus arco íris
Que tenham muito mais que sete cores
Que tenham muito mais que amplitude
Que a vida que colorem seja doce.

E doce eternamente em bons sabores
Brilhantes num jardim cheio de flores
Radiantes e refletindo sentimentos
Gravando para sempre bons momentos.

E que as cores se espalhem pela terra
Perfumadas pelas lindas primaveras
Renovadas pelo amor que te espera.

Tuas cores de arco íris radiantes
Coloridas nos caminhos, cintilantes
Preciosas como os grandes diamantes.

Um lindo e doce final de semana! Amor, Paz e Luz! Beijos!

7 comentários:

Sônia Maria disse...

Olá, Lidia!
Suas peças sempre maravilhosas e com mensagens belíssimas.
Parabéns por tão lindo trabalho!
Abraços com carinho,
Sônia Maria

Ivania Artesanatos disse...

Ola amiga muita linda
um ótimo final de semana!

bjos Ivania

Sonia Facion disse...

Oi Lidia!!!

Além da peça, amei o soneto.

Bom fim de semana.

Bjknhas no C2

Sonia

sercen disse...

ellerinize sağlık ,çok şık olmuş

sevgilerimle

Sandra... disse...

Hermoso trabajo Lidia y claro que no debemos dejar que nuestros arcos iris sean grises.. siempre con color, mucho color!!!!!
Un beso grande♥♥

Natty disse...

Ai essas utimas peças são lindas! Mais uma vêz amo!!! Parabéns querida!
Beijo
Natty

bardinda disse...

Precioso el collar, a mi no me salen las flores de ganchillo.

Un saludo