segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Coisas simples, colar de crochê


"Belo belo belo,
Tenho tudo quanto quero.

Tenho o fogo de constelações extintas há milênios.
E o risco brevíssimo - que foi? passou - de tantas estrelas cadentes.

A aurora apaga-se,
E eu guardo as mais puras lágrimas da aurora.

O dia vem, e dia adentro
Continuo a possuir o segredo grande da noite.

Belo belo belo,
Tenho tudo quanto quero.

Não quero o êxtase nem os tormentos.
Não quero o que a terra só dá com trabalho.

As dádivas dos anjos são inaproveitáveis:
Os anjos não compreendem os homens.

Não quero amar,
Não quero ser amado.
Não quero combater,
Não quero ser soldado.

- Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples." Belo belo, por Manuel Bandeira.

Amor, Paz e Luz! Feliz semana!

6 comentários:

Salete disse...

Oi Lídia, que colar mais lindo, essas cores refrescantes, são lindas demais. Parabéns, Salete.

Marilia Baunilha e Patch disse...

Maravilhosa sua postagem! Lindo colar e palavras poéticas mais lindas ainda! Obrigada por tanta inspiração.

Beijos,

Eneida

Alessandra disse...

Olá como vai ,vim fazer uma visita no seu cantinho e convidar vc para fazer uma visita
no meu blog conhecer o meu trabalho e ser uma seguidora
www.vivendoartes-aleartes.blogspot.com.br e se vc tiver face pode me convidar neste perfil
ficaria muito feliz de ter vc como amiga
http://www.facebook.com/vivendoartesII
fico esperando por vc
até mais

Ines Wiltshire disse...

Delicadas e coloridas flores. Lindo!
Bj...Bj
artemadeiraevida.blogspot.com

Vera Dias disse...

Seu blog é maravilhoso! parabéns pela delicadeza e sensibilidade!

lucia miranda disse...

Olá Lídia lindo seu trabalho gostaria de saber se você aceito encomendas obrigada