quarta-feira, 17 de março de 2010

Casinha brasileira

"No quintal lá de casa
Passava um pequeno rio
Que descia lá da serra
Ligeiro escorregadio
A água era cristalina
Que dava pra ver o chão
Ia cortando a floresta
Na direção do sertão
Lembrança ainda me resta
Guardada no coração.

E tudo era azul celeste
Brasileiro cor de anil
Nem bem começava o ano
Já era final de abril
O vento pastoreando
Aquelas nuvens no céu
Fazia o mundo girar
Veloz como um carrossel
E levantava a poeira
E me arrancava o chapéu.

Ah, o tempo faz, tempo desfaz
E vai além sempre.

A vida vem lá de longe
É como se fosse um rio
Pra rio pequeno, canoa
Pros grandes rios, navios
E bem lá no fim de tudo
Começo de outro lugar
Será como Deus quiser
Como o destino mandar
No rastro da lua cheia
Se chega em qualquer lugar". "No rastro da lua cheia", canção de Renato Teixeira e Almir Sater.

Beijos, Paz, Amor e Luz!

3 comentários:

Káthia Marchand disse...

Esta casinha é tão linda!
E o muro então??? Nossa!
Tudo muito minunciosamente lido!


Beijinhos Lídia!

Sonia Facion disse...

Oi Lidia!!!

Que bom que voltastes para alegrar a nossa alma com poemas lindos e seu espirito alegre e jovial.

Bjks amiga

Sonia

** GIRLENE ** disse...

oi gostei muito da sua casinha parabéns.