quarta-feira, 8 de outubro de 2008

De barrado a colar

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.", de Fernando Pessoa.
Colar tecido em crochê com fios de algodão.

6 comentários:

A magia do crochê disse...

Olá querida!!
Ficou lindo o seu colar...achei bem original!!! A Babi está muito fofa...eu amo "felinos"...
Bjooosss

Kátia Missau

Sonia Facion disse...

Oi Lidia!!!

Fico feliz de saber que gostou do mimo.
Use com saúde.

Lindo e diferente esse colar.

Bjs querida.

sonia

Sonia Facion disse...

Estou cá novamente.

Lidia, teve um erro na postagem que vc comentou e eu deletei a postagem toda sem querer.
Desculpe-me, tá?!
Bjks
Sonia

mar disse...

¡Que manitas tiene mi niña! como te cunde, yo cada día más torpe y lenta jaja, besitos.

Rosangela disse...

Boa Tarde Lidia!
Colar diferente, gostei!
Tenha um lindo dia.
Rosângela.

Sandra... disse...

Cómo se me había pasado por alto este hermosísimo collar???
Te felicito Lidia, es una belleza!! Besosss♥